ONG promove planeamento familiar porta a porta na capital de Moçambique

A organização não-governamental norte-americana Population Services International (PSI) em Moçambique criou um serviço de planeamento familiar porta a porta, na cidade de Maputo, para garantir que os utentes não se desloquem às unidades hospitalares, evitando a propagação da covid-19.

“Este serviço, no contexto da pandemia da covid-19, permite-nos proporcionar às mulheres uma maneira mais segura de darem continuidade ou iniciarem métodos de contraceção moderna, para o seu planeamento familiar”, disse Micaela Rodrigues, diretora de marketing da PSI, citada hoje numa nota enviada à comunicação social.

O serviço de planeamento familiar porta a porta é feito através de triciclos de transporte de passageiros que circula pelos bairros da capital moçambicana, onde vão também duas promotoras de saúde comunitária e uma enfermeira para sessões de aconselhamento.

“Esta iniciativa contribui igualmente para uma redução da demanda de serviços de planeamento familiar na unidade sanitária, permitindo um foco na prevenção da atual pandemia”, acrescentou Micaela Rodrigues.

Leia mais aqui.